06 outubro 2008

Correio Marítimo: paquetes transatlânticos subsidiados (1)



Em 1852, foi constituída em França a Compagnie des Services Maritimes des Messageries Nationales, adquirindo no ano seguinte o nome Compagnie des Messageries Impériales.
Em 1857 obteve a concessão dos serviços postais da América do Sul, lançando-se na linha Brasil - La Plata, a 24 de Maio de 1860, com os seus Paquetes Transatlânticos Subsidiados (1). Estes paquetes partiam de Bordeaux (França) e chegavam a Lisboa a 29 de cada mês. Começaram por passar em São Vicente (Cabo Verde) - deixando pouco depois de o fazer -, tiveram um ramal para Dakar (Senegal), e no Brasil, iam a Pernambuco, Bahia e Rio de Janeiro, com conexões para Montevideo (Uruguai) e Buenos Aires (Argentina).
Em 1 de Agosto de 1871, com a mudança de regime em França, a Companhia passa a designar-se por Compagnie des Messageries.
Em 1874, a carreira dos dias 29 em Lisboa desdobra-se em duas, passando a sair nos dias 8 (ou 9) e 23 de cada mês.


(1) Os Paquetes subsidiados, recebiam ajuda do governo a que pertenciam; os correios recebiam um abono pelas malas de correspondências transportadas e as tabelas de portes eram fixadas por convenções ou acordos postais.
Eis as tabelas de portes para os Paquetes Transatlânticos Subsidiados para o Brasil:



Tabela 1 - em vigor a partir 13 de Janeiro de 1851
Até 1 oitava inclusive - 120r
De 1 oitava até 1,5 oitavas - 180r
De 1,5 a 2 oitavas - 240r
E assim por diante, subindo 60 réis por cada 1/2 oitava.
Tabela 2 - em Outubro de 1858
Até 2 oitavas inclusive - 150r
Até 4 oitavas inclusive - 300r 
Até 6 oitavas inclusive - 450r 
E assim por diante, subindo 150 réis por cada 2 oitavas.
Tabela 3 - em Fevereiro de 1863 
Até 7,5 gramas inclusive - 150r 
Até 15 gramas inclusive - 300r
Até 22,5 gramas inclusive - 450r
E assim por diante, subindo 150 réis por cada 7,5 gramas.
Tabela 4 - em Setembro de 1871
Até 10 gramas inclusive - 150r
Até 20 gramas inclusive - 300r 
Até 30 gramas inclusive - 450r 
E assim por diante, subindo 150 réis por cada 10 gramas.
Tabela 5 - a partir de 1 de Julho de 1877, em sequência da adesão do Brasil à União Geral dos Correios [09.10.1874 - Tratado de Berna], mais tarde (1878) rebaptizada em União Postal Universal
Até 15 gramas inclusive - 100r  
Até 30 gramas inclusive - 200r
Até 45 gramas inclusive - 300r
E assim por diante, subindo 100 réis por cada 15 gramas.

Na época, as principais concorrentes da Compagnie des Messageries - também com Paquetes Subsídiados que operavam para a América do Sul -, eram a Royal Mail Steam Packet Co., a South American and General Steam Navigation Co. e a The Pacific Steam Navigation Co. A correspondência, na ausência de qualquer marca ou referência manuscrita à embarcação que a transportou, pelo valor dos portes - que eram distintos entre os Navios Mercantes, Paquetes Subsidiados e não Subsidiados -, assim como pelo calendário e número de dias no percurso, com uma probabilidade alta, é possível identificar a Companhia que a transportou.



Três cartas transportadas pela Compagnie des Messageries, com partidas de Lisboa nos dias previstos:

27.11.1874
Carta circulada do Cartaxo para o Rio de Janeiro (Brasil), em paquete transatlântico subsidiado.
Carimbos na origem de barras (3:2:3) Nr. 17 e nominativo CARTAXO,
datados de trânsito (Lisboa – 29.11.1877) e de chegada (24.12.1877)
Carta de porte simples (até 10g) : 150 réis
Franquia :
CE 41 – 50 réis, do tipo I, em papel liso e denteado 12 ½
CE 43 – 100 réis, do tipo I, em papel liso e denteado 14

07.08.1877
Carta oriunda de Bilbao (Espanha) colocada no correio em Lisboa e daí
circulada para Buenos Aires (Argentina), em paquete transatlântico subsidiado.
Carimbos datados de Lisboa (07.08.1877) e de chegada (01.9.1877)
Carta de triplo porte (de 21 a 30g) : 450 réis
Franquia :
CE 45 – 150 réis, do tipo I, em papel liso e denteado 12 ½
CE 47 – 300 réis, do tipo I, em papel liso e denteado 13 ½

[aplicado o porte da tabela 4, pois a Argentina só aderiu à U.P.U. em 01.04.1878]

 
16.10.1876
Carta circulada de Oliveira de Azeméis para o Rio de Janeiro, em paquete transatlântico subsidiado.
Carimbos na origem, de barras (3:2:3) Nr. 99 e nominativo OLIVEIRA,

datados de trânsito (Lisboa – 22.10.1876) e de chegada (09.11.1876)
Carta de porte simples (até 10g) : 150 réis
Franquia :
CE 45 – 150 réis, do tipo I, em papel liso e denteado 12 ½




Bibliografia:
VIEIRA, Armando Mário O. - "Subsídios para a História do Correio Marítimo Português"
Webgrafia:
http://www.frenchlines.com/histoire/histoire_mm_dates_en.php

http://www.clubefilatelicodobrasil.com.br/artigos/hpostal/klerman3.htm
http://www.gutenberg.org/files/26510/26510-h/26510-h.htm



1 comentário:

ARodrigues disse...

Já há muito tempo que por aqui não passava, mas simplesmente por manifesta falta daquele.
Verifiquei a continuidade do excelente trabalho.
Os assuntos tratados obrigam a uma leitura atenta e agradável.
Continue, que nós, os leitores, agradecemos